Em um mundo em constante transformação, a tecnologia tem sido uma grande facilitadora do trabalho de profissionais e da execução das estratégias das companhias. E no cenário de inovação, as tendências tecnológicas vêm sendo incorporadas aos processos de negócios fundamentais.

As novas técnicas de otimização de dados, por exemplo, orientam o aprendizado de máquina (machine learning) tornando muitos processos mais digitais, simples e assertivos. Outro exemplo é a arquitetura de segurança cibernética que potencializa a proteção dos dados corporativos e pessoais. 

O fato é que, com a fronteira entre os mundos físico e virtual desaparecendo rapidamente, as empresas de diferentes setores têm a chance de explorar as tendências tecnológicas para reimaginar o local de trabalho e potencializar a performance corporativa.

Na prática, o desenvolvimento de novas tecnologias e o ritmo acelerado de inovação estão mudando a forma como as organizações operam e interagem com o mundo.

Saltos na capacidade de computação, coleta de dados e conectividade são outras ferramentas disruptivas que potencializam a transformação digital. 

Neste artigo, apresentamos as tendências tecnológicas que estão em alta e também a importância delas para a estratégia das companhias. Confira!

A evolução da tecnologia 

A tecnologia revolucionou a forma como as empresas conduzem os negócios.

Com acesso a um amplo conjunto de novas ferramentas, as pequenas, médias e grandes companhias têm condições de traçar estratégias assertivas e obter vantagens em um mercado altamente competitivo

Neste contexto, é essencial que os gestores planejem a implementação das diferentes tendências tecnológicas, buscando fortalecer o desenvolvimento e o desempenho das empresas.

Dessa maneira, será possível construir operações digitais usando o melhor da tecnologia e tornando a organização mais eficiente.

Veja, a seguir, as principais vantagens de adotar as tendências tecnológicas nos processos organizacionais:

Impacto nos custos operacionais

As tendências tecnológicas impactam nos custos operacionais da empresa.

A partir do uso da tecnologia é possível reduzir os custos operacionais da companhia. Com a adoção de um software corporativo, como um ERP, a empresa automatiza as funções de back office, como manutenção de registros, contabilidade e folha de pagamento. 

O uso de dispositivos móveis e sistemas baseados em nuvem permite que profissionais interajam remotamente em tempo real.

Por exemplo, os representantes de campo podem usar aplicativos móveis para registrar suas despesas diárias, de modo que os dados são sincronizados, automaticamente, com o software de contabilidade no escritório.

Alto nível de proteção para dados e informações confidenciais

Os gestores também podem usar a tecnologia para criar ambientes seguros mantendo dados pessoais dos clientes e informações confidenciais de negócios protegidas. 

Muitas plataformas digitais e programas de software oferecem um amplo conjunto de ferramentas e recursos que visam fortalecer a política de segurança cibernética da companhia.

Processos de comunicação aprimorados

As tendências tecnológicas também ajudam as empresas a melhorar seus processos de comunicação.

Aplicativos e chatbots são algumas das ferramentas que simplificam a comunicação entre os colaboradores e os consumidores. Desse modo, as empresas passam a ter um time mais produtivo e sincronizado.

Já na interação com os clientes, o uso de vários canais de comunicação permite dar visibilidade à proposta de valor da marca, levando a mensagem ao seu público por meio de dispositivos móveis em tempo real.

Essa proximidade facilita também o recebimento de feedback dos consumidores.

Maior produtividade da equipe

As empresas podem aumentar a produtividade dos colaboradores usando as tendências tecnológicas. 

Com o uso de softwares e a automação de tarefas, os profissionais conseguem processar mais informações em menos tempo.

Os métodos manuais exigiam mais tempo, energia e dedicação do time. Agora, eles podem focar em atividades mais estratégicas, enquanto a tecnologia assume boa parte do trabalho operacional.

Além disso, as tendências tecnológicas podem ter um grande impacto na performance dos colaboradores.

Por exemplo, ao colocar informações de avaliação de desempenho do profissional em uma estrutura online, os líderes podem criar metas mensuráveis ​​para cada um.

Essa prática orienta o desenvolvimento pessoal e oferece suporte para os objetivos da empresa. 

Expansão e ampliação da base de clientes

O uso das tendências tecnológicas permite que as pequenas empresas atinjam novos mercados econômicos. Em vez de apenas vender bens de consumo ou serviços no mercado local, as companhias podem alcançar os mercados regionais, nacionais e internacionais.

Com lojas e plataformas digitais, os consumidores podem acessar as ofertas 24 horas por dia, 7 dias por semana, no momento em que precisam adquirir bens ou serviços. 

Além disso, a publicidade digital é outra estratégia que permite às companhias alcançar novos mercados e clientes.

Colaboração e terceirização

O amplo uso da tecnologia permite que as empresas terceirizem funções de negócios para outras companhias. Essa prática contribui para reduzir custos e permite à equipe se concentrar, exclusivamente, na entrega dos produtos ou serviços. 

O suporte técnico é uma das atividades terceirizadas com frequência. A terceirização de algumas operações, caso a companhia não tenha as instalações adequadas ou a mão de obra disponível, também pode ser interessante.

7 tendências tecnológicas em alta

Conheça as 7 principais tendências tecnológicas.

Vimos que o uso das tendências tecnológicas tem sido um dos propulsores da transformação digital. Sem essas novas ferramentas, a inovação e a digitalização dos negócios não teria avançado tanto em um intervalo de tempo tão curto. 

Sabendo disso, vamos conhecer algumas das principais tendências tecnológicas que você precisa para fortalecer a estratégia do seu negócio: 

1- Inteligência artificial

A inteligência artificial (IA) consiste no uso de máquinas com atributos humanos (falar, ler, ver e até reconhecer emoções) completando tarefas enquanto “aprendem” com interações repetidas.

A partir do uso de algoritmos que se adaptam à localização, fala ou histórico do usuário, a máquina se torna capaz de executar tarefas operacionais com mais precisão e rapidez do que os humanos.

Dentro de alguns anos, os analistas prevêem que todo software usará IA em algum nível. 

Na prática, a tecnologia oferece a oportunidade de adaptar continuamente produtos e serviços, entregando uma vantagem competitiva para a organização. 

2- Realidade aumentada

Sistemas que combinam visão 3D em tempo real, som, sensação tátil, dados de localização e até mesmo outros sentidos, como o olfato, permitem que as pessoas mergulhem em outro lugar, reajam ao que está ao seu redor e alterem seu ambiente virtual em tempo real. 

Parece até impossível imaginar tudo isso, mas não é. 

Cada vez mais, as organizações estão aplicando a tecnologia de realidade aumentada em um amplo espectro de atividades humanas: desde arte e entretenimento até comércio, educação e militar. 

Por exemplo: atualmente, este tipo de ferramenta é usada para treinar médicos, enfermeiras, professores e policiais.

Será que você poderia usar a tecnologia para aumentar a eficiência de seus stakeholders internos ou melhorar a comunicação com sua base de clientes? Estude possibilidades de aplicação desta ferramenta!

3- Blockchain

Embora a maioria das pessoas pense nesta tecnologia atrelada a criptomoedas, como o bitcoin, o blockchain oferece um nível de segurança que pode ser útil de muitas outras maneiras

Em termos mais simples, o blockchain pode ser descrito como dados que você não pode retirar ou alterar, só pode adicionar. O fato de não poder alterar os blocos anteriores é o que o torna tão seguro.

Além disso, as cadeias de blocos são orientadas por consenso, de modo que nenhuma entidade pode assumir o controle dos dados. Com o blockchain, você não precisa de um terceiro confiável para supervisionar ou validar transações.

Conhecendo o nível de segurança oferecido pela ferramenta, as empresas estão usando a tecnologia para transformar sistemas demorados, centralizados, menos confiáveis ​​e menos seguros. 

A plataforma de democracia digital MyVote, por exemplo, usa Blockchain para armazenar dados pessoais dos usuários e histórico de votação dos cidadãos, oferecendo a eles uma voz mais direta no processo político. 

Aos gestores corporativos, cabe pensar em como o blockchain pode ser usado para manter os dados e as operações seguras.

4- Automação

Apesar da automação, a participação de pessoas com habilidades técnicas e de gestão ainda é necessária.

O uso de robôs em manufatura remonta à década de 1960. Contudo, neste momento da história, o destaque é a escala e a amplitude da transformação proporcionada pelos sistemas automatizados.

Graças a outros avanços em aprendizado de máquina e conectividade, por exemplo, a automação se destaca entre as tendências tecnológicas. 

De dispositivos conectados em casa até aplicações industriais em grande escala, a automação é o foco da transformação digital, com consequências econômicas e sociais de longo alcance.

Atualmente, muitos processos de vários setores, como o jurídico e financeiro, estão sendo digitalizados pela automação. Ainda assim, as habilidades técnicas e de gestão e a participação das pessoas são mais importantes do que nunca. 

Gestores de todos os segmentos precisam pensar em como a automação afetará sua indústria.

5- Internet das Coisas

A combinação de tecnologias e a conexão de pessoas, dispositivos, conteúdo e serviços é denominada “malha digital inteligente”. Essa é a base para novos modelos de negócios, plataformas e possibilidades que transformarão o modo como as pessoas vivem e trabalham. 

Embora esse seja apenas o início da aplicação da estratégia de IoT, está claro que as oportunidades serão exploradas por aqueles com conhecimento técnico para conectar plataformas, bem como aqueles com habilidades analíticas de dados para utilizar o rico fluxo de informações gerado por aplicativos de IoT. 

Por isso, neste momento, é essencial que as empresas busquem aprender mais sobre o seu negócio, conectando e analisando os dados de seus produtos ou elementos de suas operações principais.

6- 5G

É esperado que a rede 5G seja lançada em todo o mundo até o fim de 2021.

As tecnologias 3G e 4G trouxeram muitas possibilidades, como:

  • navegar na internet;
  • usar serviços baseados em dados;
  • aumentar a largura de banda para streaming no Spotify ou YouTube e muito mais.

Agora, a expectativa é que os serviços 5G potencializem a transformação digital, revolucionando o como as pessoas vivem e a sociedade se organiza. 

Na prática, a 5G deve viabilizar, por exemplo, a habilitação de serviços que contam com tecnologias avançadas como Realidade Aumentada e Realidade Virtual, juntamente com serviços de jogos baseados em nuvem como Google Stadia, NVidia GeForce Now e muitos outros. 

Além disso, com o suporte da 5G, as tendências tecnológicas serão usadas também em fábricas, câmeras HD que ajudam a melhorar a segurança e gerenciamento de tráfego, controle de rede e varejo inteligente.

Muitas empresas de telecomunicações, como Huawei, Verizon, Tmobile, Apple, Nokia Corp, QualComm, estão trabalhando na criação de aplicativos 5G. Com isso, espera-se que os serviços 5G sejam lançados em todo o mundo em 2021, com mais de 50 operadoras oferecendo serviços em cerca de 30 países até o final do ano.

Portanto, essa é uma das tendências tecnológicas que você deve observar, acompanhar e pensar em como usar. 

7- Computação Edge

A computação em nuvem é uma tendência tecnológica que ganhou destaque e se tornou dominante.

Com serviços dos principais players do mercado, como AWS (Amazon Web Services), Microsoft Azure e Google Cloud Platform, a adoção da computação em nuvem ainda está crescendo. Contudo, essa não é mais uma tendência tecnológica emergente. Edge computing é.

Como a quantidade de dados que as organizações estão lidando continua a aumentar, elas observaram as deficiências da computação em nuvem em algumas situações.

Por isso, a computação de borda (edge computing) foi projetada para ajudar a resolver alguns desses problemas como, por exemplo, contornar a latência causada pela computação em nuvem e obter dados para processamento em um datacenter. 

Na prática, este tipo de computação pode ser usada para processar dados urgentes em locais remotos com conectividade limitada ou nenhuma conectividade a um local centralizado. 

A computação de borda deve se popularizar à medida que o uso de dispositivos conectados (IoT) aumenta. Em 2022, o mercado global de computação de borda deverá atingir US$6,72 bilhões. 

A transformação digital nas companhias depende do uso inteligente das ferramentas disruptivas.

Para os gestores de empresas, o desafio da vez é pensar em como incorporar o uso das tendências tecnológicas na estratégia corporativa, buscando, além da modernização dos processos, resultados mais positivos.

Gostou do artigo e quer saber mais sobre o uso das novas ferramentas na digitalização dos negócios? Continue acompanhando o blog da Huawei!

Este artigo foi útil?

Obrigado pela avaliação!

Sim Não

Escrito por:

Fernando Penna

Executivo com mais de 18 anos de carreira no mercado corporativo, em empresas nacionais e multinacionais, pós graduado pela Escola Politécnica da USP e pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), em São Paulo.

Executivo com mais de 18 anos de carreira no mercado corporativo, em empresas nacionais e multinacionais, pós graduado pela Escola Politécnica da USP e pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), em São Paulo.

Deixe seu comentário

Nome * Campo Obrigatório
E-mail * Campo Obrigatório * E-mail Inválido