Atualmente, saber o que é DLP (Data Loss Prevention) e aplicá-la é essencial para as empresas. A transformação digital trouxe muitos ganhos para as companhias, mas também criou um perímetro de rede “sem fronteiras” com múltiplos vetores de ataques cibernéticos.

São dispositivos móveis, sistemas incorporados, hipervisores, aplicativos de mídia social e dispositivos conectados que não param de se multiplicar. 

Neste cenário, o volume de dados tem crescido exponencialmente, aumentando as oportunidades de roubo e divulgação de informações confidenciais. De acordo com a International Data Corp (IDC), a “esfera de dados global” atingirá 163 zetabytes em 2025. Desse total, mais de ¼ dos dados serão obtidos em tempo real. 

Para se ajustar a esta revolução tecnológica, as organizações precisam garantir que seus dados e ativos confidenciais estejam protegidos. Por isso, é fundamental que as companhias invistam no desenvolvimento de uma estratégia abrangente de prevenção de perda de dados. 

Para manter a conformidade com o cenário regulatório em evolução e evitar ser a próxima manchete de violação de dados, a melhor alternativa é priorizar a estratégia Data loss prevention (DLP)

Quer saber o que é DLP e por que vale a pena aplicar? Continue lendo o artigo! 

O que é DLP? 

DLP é uma ação de prevenção contra perda de dados (data loss prevention) e está se tornando uma estratégia cada vez mais importante à medida que o número de dispositivos conectados à internet dispara para bilhões. 

O DLP ajuda a organização a gerenciar e proteger informações críticas e confidenciais. São exemplos de tipos de dados críticos e confidenciais:

  • Propriedade intelectual: código-fonte, documentos de design de produto, documentação de processo e listas internas de preços;
  • Dados corporativos: documentos financeiros, documentos de planejamento estratégico, pesquisa de due diligence para fusões e aquisições e informações de funcionários;
  • Dados do cliente: números da previdência social, números de cartão de crédito, registros médicos e demonstrações financeiras.

Neste contexto, o data loss prevention (DLP) é uma estratégia implantada pelas empresas para garantir que os dados confidenciais permaneçam seguros na rede corporativa.

O DLP consiste em identificar, monitorar e proteger dados em uso, dados em movimento em sua rede e dados em repouso em sua área de armazenamento de dados ou em desktops, laptops, telefones celulares ou tablets. 

As ferramentas e o software de prevenção de perda de dados são projetados para monitorar e filtrar os dados,constantemente, em tempo real

Além de lidar com as informações que estão sendo usadas, armazenadas e transmitidas na rede, os aplicativos de prevenção contra perda de dados garantem que nenhum dado externo prejudicial entre na rede da empresa.

Como funciona o DLP? 

Além de saber o que é DLP, é importante que as empresas saibam como essa estratégia funciona.

Agora que você já sabe o que é DLP, é importante entender como essa estratégia funciona.

Quando implementado corretamente, o DLP fornece visibilidade, controle granular e cobertura de proteção de dados, blindando a companhia contra erros que levam à perda de dados, uso indevido intencional por profissionais com acesso privilegiado (insiders), ataques externos e vazamento de dados.

A partir de uma profunda inspeção de conteúdo e de uma análise de segurança contextual das transações, os sistemas DLP atuam como aplicadores das políticas de segurança de dados. 

Eles fornecem uma estrutura de gerenciamento centralizado, projetada para detectar e prevenir o uso não autorizado e a transmissão de suas informações confidenciais. 

Uma solução DLP depende de uma série de tecnologias importantes, cujo mecanismo permite identificar corretamente os dados confidenciais que as empresas precisam para protegê-los e adotar ações visando evitar incidentes. 

Hoje, as soluções DLP empregam diferentes tecnologias que costumam ser classificadas em duas categorias: 

DLP empresarial: soluções abrangentes e empacotadas em software de agente para servidores e desktops, dispositivos virtuais e físicos para monitorar redes e tráfego de e-mail ou dispositivos de software para descoberta de dados.

DLP integrado: soluções limitadas a gateways de e-mail seguros (SEGs), gateways web seguros (SWGs), plataformas de gerenciamento de conteúdo empresarial (ECM), ferramentas de classificação de dados, ferramentas de descoberta de dados, produtos de criptografia de e-mail e corretores de segurança de acesso à nuvem (CASBs) .

Qual o impacto da perda de dados nos resultados de uma empresa?

Sabemos o que é DLP e como ela funciona. Mas afinal, como a perda de dados afeta os resultados de uma organização?

Com a vigência da Lei Geral de Proteção de Dados, as organizações brasileiras, bem como os controladores e processadores de dados que atuam fora do país, precisam buscar maneiras de assegurar a segurança, a proteção e a integridade dos dados. 

Diante do risco de receber multas pesadas e sabendo da consciência dos titulares de dados individuais sobre o direito à privacidade, um dos desafios de TI das companhias é buscar conformidade na política de prevenção a perda de dados

Os gestores precisam reavaliar as medidas para processar dados pessoais com segurança. 

A perda de dados confidenciais e outras formas de informações corporativas pode gerar prejuízos financeiros significativos e danos à reputação e à identidade da marca. Muitas empresas estão cientes desses riscos, mas ainda não compreenderam a importância das iniciativas de DLP. 

Com esse contexto em mente, no próximo tópico, vamos mostrar boas razões para sua empresa aplicar as estratégias de data loss prevention.

Por que adotar a estratégia de DLP?

Ações de data loss prevention são fundamentais para garantir a segurança dos dados da empresa.

Agora que você já sabe o que é DLP, o próximo passo é compreender os motivos que explicam porque a estratégia de prevenção contra perda de dados é vista como uma necessidade absoluta para empresas de todos os tamanhos. Confira!

1- Aumento de ameaças e ataques externos

Muitas organizações já levam a política de prevenção a perda de dados muito a sério. No entanto, os ataques se tornam mais sofisticados a cada dia. 

Os hackers sempre encontram novas maneiras de acessar as redes corporativas. De tal modo, as empresas enfrentam uma pressão crescente para continuar mapeando ativamente novas ameaças.

2- Ameaças internas

Funcionários insatisfeitos são um excelente exemplo de ameaças internas. Geralmente, eles têm a intenção deliberada de causar danos internos a uma empresa.

Como o colaborador já têm acesso aos dados e também podem ter algumas informações confidenciais sobre os colegas, o ataque pode ser mais perigoso do que uma tentativa de violação de fora da organização. 

Isso é ainda mais verdadeiro se o funcionário insatisfeito for um executivo de alto escalão, uma vez que ele tem acesso a duas vezes mais informações confidenciais em comparação com outros funcionários.

3- Compartilhamento acidental de informações

Ainda que o colaborador não tenha qualquer intenção de prejudicar a empresa ou de colocar em risco os dados corporativos, ele pode ser vítima da engenharia social, o método favorito dos ladrões de dados.

O invasor estuda o alvo (a organização) e escolhe uma vítima (o funcionário). Geralmente, os invasores estudam o perfil da vítima para  envolvê-la em seus planos, sem que ela tenha conhecimento disso.

Eles, invariavelmente, tentam fazer com que a vítima revele acidentalmente as informações confidenciais.

4- BYOD com manutenção insuficiente

As políticas Traga seu próprio dispositivo (BYOD) têm ajudado vários setores a operar com mais eficiência. No entanto, ainda existem setores que não adotaram o BYOD ou que implantaram a solução, mas não conseguiram mantê-la.

Uma estratégia de BYOD sem manutenção e cuidado com a segurança pode tornar mais fácil o compartilhamento de informações confidenciais por meio dos telefones celulares e tablets pessoais dos funcionários. Isso porque, geralmente, os usuários não estão cientes do nível de segurança dos dados.

5- Crise de imagem 

Se a companhia não definir medidas de segurança de dados adequadas e tiver o azar de ataques repetidos como resultado, ela pode ganhar rapidamente uma má reputação.

Depois de casos recorrentes de vazamento de dados, você corre o risco de perder seus clientes para a concorrência.

Benefícios da data loss prevention

O DLP oferece diversos benefícios para sua organização.

Você já sabe o que é DLP e as razões para adotar essa estratégia na sua empresa. Agora conheça os benefícios que as soluções de DLP oferecem aos seus negócios.

Ao usar uma solução DLP, a companhia consegue manter o controle sobre o uso e o compartilhamento de informações importantes. Os principais benefícios do DLP incluem:

  • Prevenir a perda e violações de dados;
  • Impedir que terceiros não autorizados acessem seus dados;
  • Oferecer melhor visibilidade e controle sobre os dados;
  • Melhorar a conformidade com LGPD, evitando violações;
  • Ajudar os especialistas em segurança de TI a automatizar os processos.

De maneira geral, o data loss prevention gera benefícios em quatro demandas estratégicas de TI. Veja só:

1- Viabiliza a detecção de ameaças externas e internas

A partir do uso de um firewall que limita o acesso externo à rede interna, um software DLP trabalha executando varreduras antivírus para encontrar cavalos de tróia instalados em terminais e malwares que entram na rede de uma empresa por meio de anexos de e-mail. 

O data loss prevention também atenua as ameaças internas com o monitoramento contínuo de dados, detectando casos de invasores maliciosos interrompendo os dados. 

A solução também criptografa todos os dados copiados para dispositivos USB ou enviados para fora da rede.

2- Evitam tentativas de copiar ou enviar dados confidenciais sem autorização

Com uma solução data loss prevention, as informações classificadas como confidenciais podem ser determinadas usando uma correspondência exata de dados, impressão digital de dados estruturados, correspondência de regra e expressão regular, além de definições conceituais e palavras-chave.

3- Fornecem às empresas visibilidade sobre os dados em movimentação

As soluções DLP impedem os usuários de enviar dados confidenciais. Com um sistema DLP instalado, você pode ver quem está tentando enviar informações e possivelmente impedir uma violação de dados antes que ela cause muitos danos.

4- Usam algoritmos de aprendizado de máquina para identificar novos dados confidenciais 

Uma análise contínua do conteúdo interno ajuda a identificar todos os dados que precisam ser protegidos. A mesma tecnologia permite detectar solicitações de acesso incomuns e trocas de dados entre funcionários. 

No entanto, é melhor usar um monitoramento de atividade de usuário dedicado ou uma solução de análise de comportamento de usuário e entidade para isso.

Como você viu neste artigo, a estratégia de prevenção contra perda de dados é um tema estratégico para qualquer organização, independentemente do seu porte. 

Saber o que é DLP, qual a sua importância dentro da empresa e aplicar as soluções é fundamental para proteger cada novo dado sensível e confidencial que é criado, armazenado, usado e compartilhado.

Portanto, cabe aos gestores de TI o papel de estabelecer uma base sólida de proteção de dados, evitando possíveis ataques e vazamentos, bem como seus impactos para a companhia.

E se você quer ler mais conteúdos sobre tecnologias, inovação digital e segurança, confira mais posts do blog Huawei Cloud!

Este artigo foi útil?

Obrigado pela avaliação!

Sim Não

Escrito por:

Erik Nabarrete Schanz

Partner Business Development Manager - Profissional com mais de 20 anos de experiência no mercado de TIC, atuando por 19 anos na Huawei Technologies em diversas áreas como Vendas, Marketing e Gestão de Produtos. Atualmente atua como Gerente de Desenvolvimento de Negócios em Cloud Pública, ajudando o ecossistema de parceiros na geração de demanda e adoção da HUAWEI CLOUD.

Partner Business Development Manager - Profissional com mais de 20 anos de experiência no mercado de TIC, atuando por 19 anos na Huawei Technologies em diversas áreas como Vendas, Marketing e Gestão de Produtos. Atualmente atua como Gerente de Desenvolvimento de Negócios em Cloud Pública, ajudando o ecossistema de parceiros na geração de demanda e adoção da HUAWEI CLOUD.

Deixe seu comentário

Nome * Campo Obrigatório
E-mail * Campo Obrigatório * E-mail Inválido