A criptografia de dados tornou-se a chave para muitas estratégias de defesa cibernética. As  organizações que buscam proteger seus dados e privacidade de forma mais segura, além de atender a regulamentações de conformidade mais rígidas, incluindo a LGPD, estão usando cada vez mais essa tecnologia. 

De acordo com o Gartner, mais de 80% do tráfego da web empresarial foi criptografado em 2019. 

De mensagens criptografadas de ponta a ponta do WhatsApp a serviços bancários online seguros, a criptografia está em toda parte. Os protocolos criptográficos Secure Socket Layer (SSL) e seu sucessor, Transport Layer Security (TLS), garantem que as organizações protejam os dados importantes em suas redes. 

Contudo, este tema ainda traz uma série de desafios para as organizações. Por isso, neste artigo, apresentamos tudo o que você precisa saber para compreender a importância dos diferentes tipos de criptografia. 

O que é a criptografia de dados?

A criptografia de dados traduz os dados em outra forma, ou código, de maneira que somente as pessoas com acesso a uma chave secreta, chamada de chave de descriptografia, ou senha possam lê-los. 

Os dados criptografados são comumente chamados de texto cifrado, enquanto os dados não criptografados são conhecidos como texto simples. 

Atualmente, a criptografia de dados é um dos métodos de segurança de dados mais usados pelas organizações, principalmente pelo seu alto nível de eficácia. 

Existem dois tipos principais de criptografia de dados: criptografia assimétrica, também conhecida como criptografia de chave pública; e criptografia simétrica:

O objetivo da criptografia de dados é proteger a confidencialidade dos dados digitais, uma vez que eles são armazenados em sistemas de computador e transmitidos pela internet ou pelas redes de computadores. 

Hoje, os algoritmos dos diferentes tipos de criptografia modernos desempenham um papel crítico na segurança dos sistemas de tecnologia da informação. Eles fornecem confidencialidade e outras características essenciais nos processos de segurança, tais como:

  • Autenticação: permite a verificação da origem de uma mensagem;
  • Integridade: garante que o conteúdo de uma mensagem não mudou desde que ela foi enviada pelo remetente;
  • Não-repúdio: impede o remetente de negar o envio da mensagem.

Como funciona o processo de encriptação de dados?

É importante entender como funciona o processo de criptografia para aplicá-lo corretamente.

Os dados, ou texto simples, são encriptados com um algoritmo de criptografia e uma chave de criptografia. O processo resulta em um texto cifrado, que só pode ser visto em sua forma original se for descriptografado com a chave correta.

Neste processo, as empresas podem usar duas chaves:

Chave simétrica 

Neste caso, a mesma chave secreta é usada para criptografar e descriptografar uma mensagem ou arquivo. 

Embora a criptografia de chave simétrica seja muito mais rápida do que a criptografia assimétrica, o remetente deve trocar a chave de criptografia com o destinatário antes de descriptografá-la. 

Chave assimétrica

Esse é o algoritmo mais usado pelas empresas que precisam distribuir e gerenciar com segurança grandes quantidades de chaves. Na prática, opta-se pelo uso de um algoritmo assimétrico para trocar a chave secreta, depois de usar um algoritmo simétrico para criptografar os dados.

De tal modo, a criptografia assimétrica usa duas chaves diferentes, uma pública e outra privada. A chave pública pode ser compartilhada com todos, enquanto a chave privada deve ser protegida. 

Atualmente, o algoritmo Rivest-Shamir-Adleman (RSA) é um criptosistema para criptografia de chave pública amplamente usado para proteger dados confidenciais, especialmente quando o envio é feito por uma rede insegura como a internet. 

Dessa maneira, o algoritmo RSA se destaca porque garante às chaves públicas e privadas os atributos essenciais na criptografia de dados: confidencialidade, integridade, autenticidade e não repudiabilidade das comunicações eletrônicas e dados por meio do uso de assinaturas digitais.

Como explorar a criptografia de dados? 

Em geral, existem duas maneiras distintas de usar a criptografia de dados:

1. Criptografar quando está “em trânsito”

A empresa envia seus dados para outro local pela web, e-mail ou qualquer outro lugar que não seja seu próprio dispositivo. Ao criptografar dados em trânsito, você está usando a criptografia para tentar impedir que pessoas não autorizadas tenham acesso às suas conversas. 

A forma mais comum desse tipo de criptografia é o tráfego da web. Muitos sites, especificamente plataformas financeiras, de mídia social e de e-mail, agora usam essa criptografia de dados como padrão. Essa é uma das melhores maneiras de evitar a visita indesejada de malware e vírus.

2. Criptografar quando está “em repouso”

Esse tipo de criptografia é quando o conteúdo está armazenado no dispositivo, como em um disco rígido, unidade removível ou pen drive. Os principais sistemas operacionais e aplicativos de software do mercado oferecem a opção de criptografar arquivos e pastas em seu dispositivo. 

Ao usar essa opção, você deve definir uma senha que permita desbloquear e descriptografar esses arquivos.

Tipos de criptografia aplicados em vários setores

A criptografia de dados é uma importante linha de defesa em uma arquitetura de segurança cibernética, já que torna o uso de dados interceptados o mais difícil possível. Acima de tudo, a tecnologia impede o acesso aos dados confidenciais

Os tipos de criptografia podem ser aplicados para garantir a proteção dos dados corporativos de várias companhias, desde informações secretas do governo até transações pessoais com cartão de crédito. 

Confira, a seguir, a aplicação da criptografia de dados em quatro setores:

1. Biotecnologia

A biotecnologia é um dos inúmeros segmentos que utiliza a criptografia de dados para proteger informações confidenciais.

Qualquer empresa envolvida em pesquisa e desenvolvimento de alta tecnologia irá gerar naturalmente grandes quantidades de dados que serão essenciais para o funcionamento eficaz dos negócios.

Em alguns casos, a exposição de propriedade intelectual confidencial pode colocar toda a operação em risco.

Portanto, seja no desenvolvimento de produtos farmacêuticos, automotivos ou de tecnologia, os dados precisam ser criptografados sempre que forem transferidos. Isso inclui e-mails enviados internamente, bem como o compartilhamento de dados com parceiros externos, como escritórios de patentes, por exemplo. 

2. Serviços financeiros

Os provedores de serviços financeiros, como bancos, seguradoras e escritórios contábeis, dependem do uso de dados pessoais e corporativos confidenciais para suas atividades. Por isso, faz parte da rotina desses negócios enviar e compartilhar essas informações tanto internamente quanto com seus clientes.

Além da necessidade de proteger as informações que estão sendo compartilhadas internamente, é vital que as empresas usem tipos de criptografia para garantir que até mesmo os destinatários sem nenhuma infraestrutura de criptografia própria possam acessar as informações com segurança.

3. Saúde

Quaisquer atividades que envolvam a coleta e análise de dados médicos pessoais também precisam ser protegidas com os mais altos níveis de segurança. 

Para as empresas que operam no setor da saúde, os dados pessoais dos pacientes não são apenas um subproduto da sua atividade comercial. Pelo contrário, os dados orientam o trabalho dos profissionais da saúde. Portanto, a criptografia é a ferramenta que oferece alto nível de proteção em TI para empresas do segmento. 

Seja quando um laboratório compartilha os resultados do teste de um paciente com um médico, seja quando colegas colaboram em testes médicos em grande escala: a criptografia de dados é essencial sempre que os registros pessoais de alguém estão sendo transferidos.

4. Empresas de mídia

Empresas de mídia também fazem o uso da criptografia para se manterem à frente da concorrência.

Para jornais, empresas de televisão e empresas semelhantes, não são os segredos comerciais ou as inovações que agregam valor aos seus negócios, mas o conteúdo que produzem. 

O material precisa ser protegido dos concorrentes, mas também no compartilhamento interno. Assim, é possível, por exemplo, evitar que um jornalista roube e publique a história de um colega.

De outro modo, os tipos de criptografia também permitem que fontes e denunciantes tenham condições de se comunicar de forma segura com as empresas de mídia. 

Quanto maior o nível de segurança e confidencialidade do canal, maiores as chances do denunciante escolher uma companhia em vez de um concorrente. 

6 benefícios da criptografia de dados

A tecnologia de criptografia de dados está amplamente disponível, sendo perfeita para  proteger as informações corporativas, de modo que apenas pessoas com a chave para decodificação podem ler os dados.

Veja sete vantagens de explorar a criptografia de dados: 

1. Pode ser usada em vários dispositivos

Uma das principais vantagens da tecnologia de criptografia moderna é que você pode aplicá-la a todos ou à maioria dos dispositivos

Os dados em um iPhone são criptografados por padrão, desde que você o bloqueie com uma senha ou o recurso Touch ID. Em um telefone Android, é fácil percorrer um processo de criptografia no menu “Segurança” da seção “Configurações”. 

Existem opções gratuitas e pagas para criptografar seu computador também. Dependendo de suas necessidades, as empresas oferecem disco rígido completo ou criptografia baseada em arquivo. Além disso, também é possível  criptografar o conteúdo em um cartão SD ou pen drive.

2. Ajuda a empresa a evitar multas regulatórias

Dependendo do seu setor ou das políticas específicas estabelecidas, a tecnologia de criptografia de dados pode se tornar obrigatória em vez de opcional.

Por exemplo, no setor de saúde, as leis de privacidade do paciente exigem que as informações sejam mantidas criptografadas. As organizações recebem multas significativas por não conformidade.

Além disso, com a vigência da Lei Geral de Proteção de Dados, usar a criptografia de dados para manter a empresa em compliance com as diretrizes é fundamental.

3. Aumenta o nível de segurança no trabalho remoto 

Os diferentes tipos de criptografia contribuem para aumentar a segurança dos dados.

Com a ampla adoção do home office, as empresas estão adotando o uso de dispositivos criptografados pelos colaboradores para evitar ataques cibernéticos e incidentes, como vazamento de dados. 

De acordo com um relatório norte-americano de 2018 publicado pela Shred-It, a maioria dos líderes de negócios acredita que os riscos de violação de dados são maiores quando as pessoas trabalham remotamente. 

Neste contexto, a criptografia de dados ajuda a impedir que as informações corporativas caiam nas mãos erradas.

4. Mantém a integridade de dados

Os tipos de criptografia ajudam a garantir a integridade das informações e, com isso, melhorar a qualidade do processo decisório e das estratégias da empresa.

As estatísticas mostram que a baixa qualidade dos dados é a principal razão pela qual 40% de todas as iniciativas de negócios não conseguem atingir os benefícios pretendidos.

Informações de alta qualidade podem ajudá-lo a aprender mais sobre seus clientes, rastrear tendências e descobrir coisas que você poderia perder. As empresas costumam implantar técnicas como limpeza de dados para melhorar a qualidade, e isso é um bom começo.

A criptografia de dados ajuda a garantir que apenas partes autorizadas acessem as informações de uma empresa para análise.

5. É uma proteção de privacidade

Considere as informações que você armazena em seu smartphone ou computador, e provavelmente você pode entender por que a criptografia mantém sua identidade segura junto com seus dados. 

Em um smartphone, por exemplo, os aplicativos de criptografia podem tornar praticamente impossível, ou pelo menos excepcionalmente desafiador, para qualquer pessoa não autorizada acessar suas informações. 

Dessa maneira, a criptografia de dados pode impedir que detalhes confidenciais sejam transmitidos inadvertidamente na Internet. 

6. Pode fornecer uma vantagem competitiva

Como a criptografia de dados se aplica a informações em repouso e em trânsito, ela fornece proteção consistente que pode garantir tranquilidade às pessoas que lidam com as informações.

De acordo com um estudo do Ponemon Institute, durante o ano de 2018, 45% das empresas pesquisadas relataram ter uma estratégia geral de criptografia aplicada de forma consistente em suas organizações. 42% usaram uma estratégia de criptografia limitada para certos aplicativos ou tipos de dados. Apenas 13% disseram não ter estratégia alguma. 

Em síntese, essa pesquisa sugere que, se sua empresa não priorizar a criptografia, ela poderá ficar para trás em comparação com os concorrentes. A boa notícia é que o mercado de software de criptografia está crescendo.

De acordo com previsão do Grand View Research, o mercado de software de criptografia deve atingir uma taxa de crescimento anual combinada (CAGR) de 16,8% para o período de 2019-2025. 

Como vimos até aqui, a criptografia de dados é uma estratégia importante para empresas que buscam manter compliance com a LGPD, garantindo a máxima segurança dos processos internos, a confidencialidade dos dados e a privacidade dos clientes.

Se você quer saber mais sobre o tema e garantir a segurança dos dados da sua empresa, confira outros conteúdos do blog.

Este artigo foi útil?

Obrigado pela avaliação!

Sim Não

Escrito por:

Fabio Core

Executivo de negócios com mais de 20 anos de experiência no desenvolvimento de soluções de TI para o Mercado corporativo. Bacharel em Tecnologia da informação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e Certificado em Inovação em Tecnologia pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT)

Executivo de negócios com mais de 20 anos de experiência no desenvolvimento de soluções de TI para o Mercado corporativo. Bacharel em Tecnologia da informação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e Certificado em Inovação em Tecnologia pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT)

Deixe seu comentário

Nome * Campo Obrigatório
E-mail * Campo Obrigatório * E-mail Inválido