Muito se fala, atualmente, a respeito do blockchain. Mas afinal de contas: o que é blockchain e, principalmente, como essa tecnologia funciona?

Para responder aos seus questionamentos e entender o que significa a tal da revolução do blockchain, preparamos um post completo sobre o assunto. Veja, a seguir, tudo o que esse tipo de solução tem feito para a sociedade — e, em especial, o setor de finanças. Boa leitura!

O que é blockchain?

Antes de falarmos como funciona o blockchain, vamos ao seu conceito.

A tecnologia está associada à permissão em receber e enviar determinadas informações digitais por meio da codificação desses dados em blocos conectáveis entre si. Assim, a informação não se perde e chega sempre completinha ao seu destinatário.

O exemplo mais comum e frequente de uso do blockchain está relacionado com o funcionamento das criptomoedas e todas as transações realizadas com elas e outras moedas digitais.

Como funciona a tecnologia blockchain?

A tecnologia do blockchain pode ser imaginada como se fosse um trenzinho capaz de rodar o mundo inteiro, e do qual as informações que necessitam de criptografia e validação são os vagões.

Com isso, os “vagões” são vedados por meio de uma informação alfanumérica que cria uma espécie de corrente com os códigos anteriores e seguintes.

Se alguém tentar invadir um vagão, por exemplo, não vai ser possível sem precisar invadir todos os outros vagões para decifrar o seu código.

Na prática, os trilhos desse trenzinho são as soluções de computação em nuvem (cloud computing) que possibilita o trânsito dessas informações digitais com rapidez, automatização e segurança; e cada vagão é tido como um dos blocos dos dados enviados e a serem recebidos. E tem, ainda, o livro onde os registros são atualizados constantemente. Nele, tudo é gravado exceto o conteúdo em cada vagão. Isso permite segurança para todos os envolvidos.

A tecnologia blockchain é segura?

É bastante segura porque, na prática, o blockchain não possui um proprietário. É uma rede usada por todos, e cujas tecnologias descentralizadas (e munidas de diferentes camadas de segurança) favorecem a privacidade dos usuários, a segurança das informações emitidas e a agilidade de processos variados.

Não à toa, não existem registros de desvio ou roubo de informações, como criptomoedas, ocorridas nesse modelo de tecnologia. Os casos de ocorrência têm mais a ver com um roubo direto de equipamentos dos usuários ou nas corretoras, onde elas armazenavam as informações.

Isso tudo tem conferido ao blockchain cada vez mais respaldo para o trânsito de dados. É uma maneira de unir o armazenamento na nuvem e essa corrente de dados criptografados a um patamar de qualidade até então inexistente. E todos podem se beneficiar dessa combinação poderosa de soluções tecnológicas.

Onde o blockchain tem sido aplicado?

Que tal entender, agora, alguns dos motivos que têm causado tanta comoção com o uso do blockchain no mercado?

Para isso, listamos algumas das aplicações mais comuns e impactantes em nossa sociedade. Confira:

  • criptomoedas que, com o surgimento do Bitcoin, deu uma sacudida geral em todo o mercado financeiro. Isso permitiu um olhar mais atento às possibilidades do blockchain, já que as moedas digitais devem causar mais segurança e privacidade aos usuários em geral que fazem uso desse tipo de solução;
  • sistemas de pagamentos também começaram a usar o blockchain. Especialmente, porque ele favorece a segurança das redes privadas de instituições financeiras. Algo ainda mais relevante considerando que esse setor do mercado é um dos principais alvos de tentativas de fraude;
  • contratos. Os chamados contratos inteligentes permitem um facilitador em comum para transferências de moedas digitais. O conceito foi inventado em 1996, por Nick Szabo, mas ganhou mais força recentemente com o avano do Bitcoin e outras criptomoedas;
  • o setor da educação também faz bom uso do blockchain porque consegue prevenir as tentativas de fraudes relativas as certificações de instituições, como diplomas;
  • armazenamento em nuvem é outro setor que faz grande uso do blockchain. Isso evita que empresas compartilhem suas informações sensíveis com os provedores, já que o blockchain torna todo o processo mais sigiloso, e descentraliza os dados garantindo mais seguranças para as organizações que fazem uso de soluções de armazenamento na nuvem e de blockchain.

Ou seja: mais e mais, a sociedade está correndo atrás dos benefícios e de novas possibilidades de utilização do blockchain. Já sabe como aplicar isso dentro da sua empresa?

Por que todos falam na revolução blockchain?

Como vimos, essa tecnologia permite a criação de novos produtos e serviços no mercado — caso das criptomoedas, por exemplo — e que aumentam a segurança das informações transmitidas e recebidas.

Além disso, a solução pode ser usada de outras maneiras, como vimos no tópico anterior. Isso tudo explica completamente o burburinho em torno do blockchain e da revolução tecnológica que estamos vivendo.

Para saber por onde a Huawei já está fazendo uso estratégico do blockchain, aproveite para saber mais a respeito do Huawei Cloud!

Este artigo foi útil?

Obrigado pela avaliação!

Sim Não

Escrito por:

Marketing Huawei

Deixe seu comentário

Nome * Campo Obrigatório
E-mail * Campo Obrigatório * E-mail Inválido