O armazenamento em nuvem é uma ideia “antiga”. Afinal, quase todo mundo sabe que você pode salvar seus dados “na nuvem” para liberar espaço no disco rígido e disponibilizar seus dados em qualquer lugar.

Mas, hoje em dia, o buzz gira em torno da computação em nuvem — tecnologia que coleta, analisa e se relaciona com a aplicação de dados na nuvem. À medida que essa solução se torna mais prevalente, a tecnologia de nuvem mudará o mundo. Veja como, em 4 etapas!

1. Todas as organizações — públicas e privadas — serão levadas para a nuvem

A nuvem permitirá que tudo em nosso mundo seja mais seguro e melhor gerenciado. Isso inclui cidades, onde algumas bilhões de pessoas viverão até o ano de 2045. Usando a tecnologia de nuvem, serviços municipais — como serviços públicos — serão capazes de reparar automaticamente falhas na rede elétrica, tornando o fornecimento de energia mais seguro e confiável.

Pense nas máquinas e sistemas que são usados todos os dias; de elevadores a estacionamentos, fazendas e usinas de energia, todos começarão a contar com a capacidade da nuvem de armazenar e analisar dados. Em breve, podemos esperar soluções inteligentes para todos os tipos de coisas: carros sem motorista e táxis-drones, trens e metrôs inteligentes e inovações poderosas para a agricultura e o fornecimento de energia.


Esses avanços não serão reservados apenas para grandes empresas. Na verdade, as pequenas e médias empresas são as que mais ganham com isso. Isso porque, as empresas maiores têm acesso facilitado aos dados e às ferramentas necessárias para analisá-los e usá-los. Mas, quando a computação em nuvem entrar em pleno andamento, até mesmo pequenas empresas vão usar a análise de dados, a inteligência artificial e outros recursos para competir no mercado.

2. O gerenciamento de dados irá para a nuvem

Assim que as organizações chegarem à nuvem e estiverem coletando e armazenando dados, logo enfrentarão outro grande desafio: como gerenciar esses dados. A nuvem é a melhor ferramenta para ajudar a lidar com o crescente volume de dados em nosso mundo. A vantagem da tecnologia em nuvem é que ela pode centralizar a coleta e, em seguida, a organização dos dados. Depois que os dados são organizados e analisados de forma inteligente, a aplicação dos dados a problemas do mundo real se torna muito mais fácil (falaremos sobre isso no quarto item).

Outra maneira pela qual a nuvem permite um melhor gerenciamento de dados é com smartphones, que capturam enormes quantidades de dados não estruturados, como e-mails, mensagens de texto e fotos. A análise de dados não estruturados leva tempo e capacidade de processamento que a maioria dos smartphones não tem. Portanto, os telefones precisam enviar os dados para servidores poderosos na nuvem.

Há previsões que sugerem que o vídeo de alta definição será responsável por 89% do tráfego individual do usuário em 2025. Esse tráfego de vídeo é mais do que apenas vídeos de gatos no YouTube, o que é surpreendente. Grande parte vai ter a ver com publicidades e gravações de vídeo usados em aplicações de segurança pública. Isso é definido pela IDC como “conteúdo de imagem e vídeo para fins não de entretenimento” e deve crescer exponencialmente. A nuvem é nossa melhor ferramenta para ajudar a gerenciar essas grandes quantidades de informações.

3. A inteligência artificial surgirá na nuvem

Depois que todos os dados são armazenados e gerenciados na nuvem, a IA vai se condensar e fundir em uma força poderosa para a produtividade na nuvem. A inteligência artificial é a melhor maneira de analisar dados e encontrar maneiras de usá-los de forma inteligente. A nuvem oferecerá suporte à inteligência artificial e ajudará a tecnologia a realmente decolar.

Um exemplo são os telefones celulares conectados à nuvem. Com inteligência sempre ativa, os dispositivos futuros poderão:

  • Responder imediatamente aos comandos de voz; garantir que as fotos sejam catalogadas de acordo com o conteúdo;
  • Tirar fotos totalmente personalizadas para assuntos específicos sob várias condições de disparo.

Entre outras aplicações. Uma solução de IA baseada em nuvem bem conhecida é o algoritmo de IA do Google que joga o jogo Go. 

Durante o processo de treinamento para esse sistema, o algoritmo de IA do Google jogou milhões de jogos de Go com ele mesmo até se tornar um grande mestre capaz de derrotar um humano. Isso foi feito na nuvem, onde o poder de processamento é abundante e a IA aprende rapidamente. O que a IA aprendeu é então enviado de volta ao dispositivo e aplicado.

Como a IA precisa processar dados em tempo real, o tempo todo, mesmo os smartphones super avançados do futuro não serão capazes de atender às demandas de computação impostas pela IA. Eles terão que contar com o poder de processamento da nuvem. E é por isso que a IA surgirá e permanecerá na nuvem, tornando os dispositivos inteligentes um canal importante por meio do qual interagiremos com a IA no futuro.

4. Novos aplicativos muito legais choverão da nuvem

Eu não sei você, mas mal podemos esperar para ver carros sem motorista. Mais de um milhão de pessoas morrem em acidentes de carro todos os anos, no mundo inteiro. Imagine um futuro em que o número de acidentes de carro seja reduzido a quase zero? Pois esse futuro é possível e está chegando graças à nuvem.

Os veículos vêm com sensores e câmeras que geram muitos dados, assim como os smartphones. Muitos desses dados precisam ser processados ​​em tempo real, portanto, o processamento ocorrerá no próprio veículo. Mas muitas tarefas, como atualizações de software e aprendizado de máquina, acontecerão na nuvem.

Outras aplicações, como entrega via drones, assistência médica inteligente, maquinário agrícola avançado e robôs de cuidados pessoais para idosos, funcionarão de maneira semelhante. Aplicativos de IA literalmente choverão da nuvem e gerarão inúmeros benefícios para a humanidade.


A visão de carros sem motorista deslizando pelas ruas e rodovias ainda está um pouco distante, mas está chegando, junto com inúmeras outras novas aplicações e soluções. Vamos olhar para cima, para o céu — e para a nuvem — e pensar em um mundo melhor, totalmente conectado e inteligente!

Este artigo foi útil?

Obrigado pela avaliação!

Sim Não

Escrito por:

Marketing Huawei

Deixe seu comentário

Nome * Campo Obrigatório
E-mail * Campo Obrigatório * E-mail Inválido