A definição de nuvem híbrida está em seu próprio nome: uma combinação que pega o melhor de cada parte da solução para se adaptar às necessidades de quem deseja investir em computação em nuvem. Por isso, se você vinha querendo saber mais a respeito da nuvem pública, privada e híbrida, este post foi pensado especialmente para você!

Nos tópicos abaixo, vamos falar tudo o que você precisa saber sobre o assunto: desde o que é tecnologia híbrida de nuvem às suas aplicações e diferenciais. Boa leitura!

O que é a nuvem híbrida?

Existem três tipos de serviços de computação na nuvem: pública, privada e híbrida. A junção de algumas características das duas primeiras e transforma na terceira — uma solução híbrida, portanto, com um pouquinho de cada uma.

A questão é: quais são as características que a nuvem híbrida pede emprestadas? Para começar, vale destacar que a nuvem pública é a mais acessível das opções, embora tenha pouca flexibilidade e poder de personalização. Enquanto isso, a nuvem privada é mais segura, escalável e flexível — embora seja uma solução mais custosa.

Por sua vez, a nuvem híbrida atua por meio de servidores exclusivos e que permite inclusive a alocação compartilhada. Assim, dados que exigem mais segurança e pouca utilização podem ficar em áreas menos robustas da nuvem, enquanto a guarda de arquivos sensíveis tem espaço cativo e mais seguro também.

Isso agrega ainda mais poder de personalização e de fácil ajuste no orçamento. O que necessita ficar em servidores especiais está garantido, bem como os arquivos do dia a dia.

Como funciona a nuvem híbrida?

Empresas de todos os portes e segmentos podem fazer uso estratégico da nuvem híbrida. Afinal de contas, por mais que grande parte das organizações lide com arquivos sensíveis, como dados relativos a transações financeiras e dados sigilosos em geral, existe também espaço para os dados que não são confidenciais e que podem fazer parte das especificações da nuvem pública dentro da nuvem híbrida.

E você pode estar se perguntando qual é o propósito dela e como funciona, certo? Aí é que está: a nuvem híbrida é uma resposta do mercado à necessidade de ter esse grau a mais de personalização nos serviços de computação na nuvem. Não apenas isso: dados comuns e aplicados nas soluções públicas são facilmente acessados, enquanto os dados sigilosos adquirem camadas extras de proteção. É uma maneira de escalonar o trabalho conforme as suas necessidades.

Para que isso dê certo, contudo, é necessário trabalhar com redes distintas (LAN, WAN e VPN) de maneira que ambas as nuvens (privadas e públicas) funcionem de acordo com a solução comercializada como nuvem híbrida.

Quais são as vantagens em usar a nuvem híbrida?

Agora que já vimos o conceito de nuvem híbrida, dê uma olhadinha nos benefícios que selecionamos para você que vem pensando em investir nesse tipo de solução!

  1. Produtividade

Quer saber qual é todo o poder da nuvem híbrida para o seu negócio? Comecemos pela produtividade aumentada, uma vez que você pode selecionar a dedo quais arquivos vão ser usados na parte pública da solução e quais devem ficar em áreas mais restritas e seguras.

Dessa maneira, arquivos cotidianos podem ser acessados com facilidade e o tráfego de arquivos também transcorre com agilidade e sem grandes burocracias. O que se converte em mais produtividade, sem dúvidas.

  1. Disponibilidade

A nuvem híbrida também se destaca por ser uma solução sempre disponível. Ao usar a computação na nuvem (independentemente do tipo de serviço), você compõe mais mobilidade e flexibilidade para o funcionamento da sua empresa.

Assim, os funcionários com os devidos acessos têm como utilizar a nuvem híbrida de onde estiverem, a qualquer hora. O que pode ser de grande valia para os seus profissionais em regime home office ou mesmo híbrido, por exemplo.

  1. Facilidade de implementação

É fácil migrar para a nuvem híbrida e, uma vez implementado o sistema, a rotina do dia a dia é rapidamente absorvida dentro desse tipo de solução. Ou seja: rápido e eficiente.

  1. Eliminação do papel

Arquivos digitais fazem parte da nossa vida, atualmente, e isso contribui tanto para eliminar o uso desmedido de papéis bem como as impressões e a necessidade da guarda de milhares de documentos físicos.

Lembrando que os arquivos mais sensíveis podem ser destinados à guarda em áreas mais protegidas — fazendo uso do que a nuvem privada tem de melhor, portanto.

  1. Flexibilidade de operações

Mobilidade e flexibilidade para operar a qualquer hora, de qualquer lugar, e de dispositivos variados (desde que compatíveis com a sua solução): a nuvem híbrida tem muito a agregar ao seu trabalho, de maneira que pode se adaptar à sua realidade e às transformações pensadas em instantes.

O que esperar do futuro da nuvem híbrida?

Além das aplicações atuais, o futuro já chegou para a nuvem híbrida, que vinha sendo prometida como uma tecnologia mais popular. E, em parte, isso já está presente na vida de empreendimentos que buscam essa flexibilidade tão mencionada ao longo do artigo.

Lembrando, inclusive, que a solução de computação em nuvem não é algo definitivo: a tecnologia está em constante desenvolvimento. E você tem muito a ganhar com isso, já que as adaptações da sua solução ocorrem por meio de atualizações, e não com a necessidade de mais investimentos em novas tecnologias.

Por isso, se você quer saber um pouco mais sobre o assunto, aproveite para conferir outro artigo nosso: ao falarmos sobre cloud computing — o servidor na nuvem —, você vai ter mais acesso às características que fazem a nuvem híbrida tão interessante no mercado, atualmente!

Este artigo foi útil?

Obrigado pela avaliação!

Sim Não

Escrito por:

Marketing Huawei

Deixe seu comentário

Nome * Campo Obrigatório
E-mail * Campo Obrigatório * E-mail Inválido